Naiara de Sousa Ramalho Vaccari/Facebook/Reprodução
Naiara de Sousa Ramalho Vaccari/Facebook/Reprodução

Estudante tem braço amputado após fugir de assalto dentro de trem

Membro ficou preso e jovem caiu no vão entre composição e plataforma na Estação de Edson Passos, em Mesquita, na Baixada

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

17 de junho de 2015 | 10h14

RIO - Uma estudante de 27 anos precisou ter o braço amputado na noite desta segunda-feira, 15, ao sofrer um acidente em um dos trens da SuperVia na Estação de Edson Passos, em Mesquita, município da Baixada Fluminense. Naiara de Sousa Ramalho Vaccari sofreu uma tentativa de assalto dentro do vagão e, ao tentar fugir, acabou ficando com o braço preso à composição e caindo no vão entre o trem e a plataforma. 

Socorrida por agentes da SuperVia, ela foi atendida pelo Corpo de Bombeiros no local e levada para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, também na Baixada Fluminense. Lá, ela foi atendida na emergência com uma lesão grave no braço direito e submetida a uma cirurgia durante a madrugada. Por causa da gravidade do ferimento, o braço teve que ser amputado. 

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital, Naiara passou a terça-feira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) sendo acompanhada por equipes de clínica médica e ortopedia e recebendo apoio de profissionais de serviço social e psicólogos. O estado de saúde da estudante é estável, mas requer cuidados. 

Segundo informações, Naiara voltava para casa depois da faculdade quando teve o celular roubado. Por isso, tentou escapar rapidamente do vagão e o acidente acabou ocorrendo.

Em nota, a SuperVia informou que "agentes de controle da SuperVia prestaram auxílio imediato a uma passageira que se feriu após tentativa de assalto na Estação de Edson Passos (Ramal Japeri)". De acordo com a concessionária, foram designados também assistentes sociais para acompanhamento o caso. O registro de ocorrência foi feito na 53ª Delegacia de Polícia (Mesquita). 

De acordo com o titular da unidade, delegado Matheus Almeida, nem a Estação Edson Passos nem a composição onde Naiara estava tinham câmeras, o que dificulta a elucidação do caso. Na terça-feira, 16, agentes da Delegacia de Mesquita tentaram ouvir a vítima, mas não foi possível porque ela estava sedada e ainda muito abalada. Uma nova tentativa de coleta desses depoimento será feita nesta quarta-feira, 17. 

"Não tem câmera no local e nem na composição. Então ontem (terça-feira) a gente deu uma passada no hospital com fotos de suspeitos. Ela disse que três elementos são bem parecidos, mas eles já estão presos", afirmou o delegado. 

Outro caso. Foi também em um trem da SuperVia que o estudante Pedro Arthur Britto Santa Cruz, de 18 anos, foi esfaqueado no braço ao ter o celular roubado no dia 30 de maio. O golpe atingiu nervos do braço e comprometeu, ao menos temporariamente, movimentos dos dedos da mão esquerda do menino.

A polícia acusou Michael Douglas Gonçalves da Silva, de 19 anos, de ser o autor do crime. Flagrado fugindo por uma das câmeras de uma estação, ele foi preso no dia 2 de junho. Contra Silva, foi cumprido mandado de prisão temporária por tentativa de latrocínio. 

Tudo o que sabemos sobre:
ViolênciaRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.