Ex-preso denuncia regalias em delegacia no RJ, diz TV

Por R$ 300, presos tinham elevisão, DVD, geladeira, churrasqueira e até videogame

11 de novembro de 2007 | 23h09

Os presos da 64º Delegacia de Polícia, de Vilar dos Teles, em São João de Meriti, no Rio de Janeiro, pagavam para manter mordomias na unidade, segundo imagens registradas com um celular neste segundo semestre e exibidas no Fantástico, da TV Globo, neste domingo, 11. As celas contavam com televisão, DVD, geladeira, churrasqueira e videogame. O autor da gravação, um ex-detento, contou à reportagem da emissora que era possível comprar visita íntima e visita extra de parentes. Para desfrutar das celas especiais, os presos desembolsariam de R$ 100 a R$ 300 por semana. Em casos de churrascos, os próprios policias compravam a carne, segundo o denunciante.  Após o vídeo ser apresentado à Secretaria de Segurança Pública, o secretário José Mariano Beltrame ordenou a realização de buscas na delegacia. "São imagens muito fortes e revoltantes", disse Beltrame ao Fantástico. A corregedoria da Polícia Civil ratificou que as imagens são de fato da carceragem da delegacia. Um inquérito foi instaurado para apurar os possíveis crimes de corrupção e extorsão na 64º.

Mais conteúdo sobre:
Rio de JaneiroPresídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.