Exército instaura inquérito para apurar morte de cabo na Maré

O cabo Michel Augusto Mikami, de 21 anos, foi baleado na cabeça durante confronto com bandidos

Tiago Rogero, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2014 | 11h56

A Força de Pacificação do Exército no complexo de favelas daMaré informou nesta manhã que instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) paraapurar a morte do cabo Michel Augusto Mikami, de 21 anos. O corpo do militar,baleado na cabeça ontem à tarde durante confronto na Maré, foi velado durante amadrugada e transferido para Vinhedo (SP), onde nasceu o jovem. Mikami foi oprimeiro militar das Forças Armadas morto desde o início do processo de“pacificação” das favelas cariocas.

Nesta manhã, o perfil da presidente Dilma Rousseff (PT) noFacebook republicou a nota de pesar divulgada ontem à noite pelo Palácio doPlanalto: “Foi com pesar que recebi a notícia da morte de Michel AugustoMikami, cabo do Exército, baleado na cabeça por bandidos”. “Ele morreu nocumprimento do dever, na missão de pacificação empreendida pelo ExércitoBrasileiro. Quero expressar minha dor e minha solidariedade à família e aosamigos de Michel”, encerrou a nota.

O responsável pela morte do militar ainda não foiidentificado. De acordo com a Força de Pacificação, ele seria “um supostoenvolvido com facções criminosas”. Ainda segundo o Exército, a ocupação da Maréhoje segue o planejamento usual. Mikami morreu por volta das 13h40 de ontemdurante ação de patrulhamento na área da Vila dos Pinheiros. Colegas do militarvelaram o corpo dele nesta madrugada, no Hospital Central do Exército, paraonde o jovem chegou a ser encaminhado ontem. 

“A Força de Pacificação continuará no cumprimento de suamissão, a fim de contribuir para o restabelecimento da paz social no Complexoda Maré. Atuando de acordo com as leis, como tem feito desde o princípio”,informou o Exército.

Polícia Civil. Ontem à noite, um policial civil foi morto nobairro Humaitá, na Zona Sul do Rio. Segundo a Polícia Civil, o agente foibaleado “ao abordar um criminoso que havia acabado de roubar uma moto”. Acorporação informou ainda que a motocicleta foi recuperada, foi feito umretrato falado do criminoso e equipes da 10ª Delegacia de Polícia, em Botafogo(onde o caso foi registrado), estão fazendo buscas para encontrar o assassino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.