Fabio Gonçalves/Agência O Dia
Fabio Gonçalves/Agência O Dia

Família de menino morto no Alemão volta a morar no Piauí

Corpo de Eduardo de Jesus Ferreira chegou a Teresina às 7h30 desta segunda e ficou por cerca de 1h em uma funerária da capital

Luciana Coelho, Especial para o Estado

06 de abril de 2015 | 11h39

TERESINA - A família do menino Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, morto no Conjunto de Favelas do Alemão, na zona norte no Rio de Janeiro, resolveu voltar a morar no Piauí, alegando a violência no Rio de Janeiro. O corpo de Eduardo Ferreira chegou a Teresina por volta das 7h30 desta segunda, 6, ficou por cerca de 1h em uma funerária na capital do Piauí e seguiu para Corrente, a 872 quilômetros ao sul de Teresina, onde será sepultado.

“A polícia foi truculenta, sempre agiu de forma truculenta no Alemão. Nunca fomos ameaçados por bandidos, mas sempre pela polícia. São soldados destreinados, saem atirando em quem estiver pela frente, sem perguntar. Tanto tempo na vida vivendo em um lugar perigoso assim, nos conforta chegar em nossa terra”, falou José Maria, pai de Eduardo.

A família pretende passar alguns dias em Corrente e só voltará ao Rio para resolver algumas pendências.
Terezinha de Jesus Ferreira, mãe do garoto, falou que quer voltar a morar no Piauí. “Vou voltar, porque eu quero justiça e depois eu vou embora. Não quero ficar nesse lugar maldito”, disse Teresina de Jesus, afirmando que volta ao Rio para resolver algumas coisas e depois vai embora para o Piauí. Ela disse ainda que seu outro filho, o irmão de Eduardo, sempre pedia que a família voltasse a morar no Piauí.

O velório acontece na residência de uma das tias de Eduardo e o sepultamento estava previsto para as 17 horas no cemitério do município.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.