Tasso Marcelo/Estadão
Tasso Marcelo/Estadão

Feriadão no RJ tem registro de violência, tiroteios e prisões

Crimes foram registrados em locais como Itaboraí, na região metropolitana, e no Morro do Urubu, na zona norte da capital

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

09 Setembro 2018 | 13h06

RIO - O feriado prolongado foi marcado por diferentes registros de violência no Estado do Rio de Janeiro. Na manhã deste domingo, 9, duas pessoas ficaram feridas durante um tiroteio entre policiais e suspeitos de roubo na rodovia BR-101, em Itaboraí, região metropolitana do Rio.

Segundo informações do 35º Batalhão da Polícia Militar, agentes da unidade receberam denúncias sobre uma tentativa de assalto no bairro do Calundu, e foram recebidos a tiros por um grupo de criminosos armados.

Houve perseguição na BR-101, até que os homens abandonaram o carro em que viajavam na altura do bairro São Joaquim e tentaram fugir a pé. Os policiais prenderam um suspeito com ferimento na perna, que foi levado ao Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. Segundo a polícia, uma segunda vítima ferida deu entrada posteriormente no mesmo hospital.

Os agentes encontraram drogas e um simulacro de pistola no carro abandonado.

Houve tiroteio também ao longo de todo o fim de semana no Morro do Urubu, em Pilares, na zona norte da capital, segundo o aplicativo Onde Tem Tiroteio-RJ (OTT-RJ). Segundo informações do 3º Batalhão da Polícia Militar, do Méier, equipes da unidade foram chamadas para reforçar a segurança na região, que é alvo de confrontos entre criminosos de quadrilhas rivais. Os agentes encontraram o corpo de um homem na madrugada deste sábado, 8, na Rua Benjamin de Magalhães, e a Polícia Civil foi acionada para realizar a perícia.

Em Angra do Reis, no sul fluminense, 17 pessoas foram presas e um menor foi apreendido na noite deste sábado. Entre os suspeitos estava o criminoso conhecido como “Vidigal”, apontado como o chefe do tráfico de drogas na região.

A Polícia Militar informou ter recebido denúncia de que pessoas ligadas ao crime organizado realizavam uma festa na comunidade do Camorim Grande. No local, policiais apreenderam 30 aves silvestres, uma pistola calibre 9 mm, quatro carros e duas motos roubados, 272 pinos de cocaína, 42 trouxinhas de maconha, R$ 881,00 em espécie, um rádio comunicador, munições, material para embalo de entorpecentes, balança de precisão, caixas de morteiros e bebidas.

Pela manhã, na mesma comunidade, um suspeito morreu em confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). As equipes faziam uma ação de varredura na favela quando teriam sido alvo de tiros disparados por criminosos.  No tiroteio, o suspeito foi baleado e levado ao Hospital Geral de Japuiba, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a polícia, o homem portava uma espingarda calibre 12, uma granada, 1400 pinos de cocaína, 100 sacolés de maconha, uma balança de precisão e munições.

As duas ocorrências foram registradas na 166ª Delegacia de Polícia, de Angra dos Reis.

Na Baixada Fluminense, policiais prenderam um homem suspeito de matar dois passageiros e ferir um terceiro durante assalto a um ônibus da linha 425, na Rodovia Presidente Dutra, na altura de Belford Roxo, há dez dias. Os agentes do 21º Batalha da Polícia Militar, de São João de Meriti, apreenderam um revólver com o suspeito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.