Polícia Militar
Polícia Militar

Filho do pedreiro Amarildo é preso em casa com uma pistola

Em residência na Rocinha policiais do Batalhão de Operações com Cães encontram uma arma Taurus PT 9 mm e 45 munições

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2017 | 00h09

RIO - Amarildo Gomes da Silva, de 22 anos, foi preso nesta quinta-feira, 5, acusado de manter uma pistola em casa, na Favela da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro. Ele é o filho mais novo do pedreiro Amarildo de Souza, morto em julho de 2013 por policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha.

+++ Polícia Militar expulsa sete policiais envolvidos no caso Amarildo

Segundo a PM, policiais do Batalhão de Operações com Cães (BAC) faziam uma ronda pela favela quando um dos cães treinados sinalizou a casa onde Silva mora com a mãe, Elizabeth Gomes da Silva, viúva do pedreiro. Os PMs foram até o imóvel, onde Elizabeth os recebeu.

+++ Juíza determina indenização para familiares de Amarildo

Durante uma revista, uma pistola Taurus PT 9 mm e 45 munições foram encontradas embaixo da cama usada por Silva. Ele foi preso e encaminhado para a 11ª Delegacia de Polícia (Rocinha).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.