Divulgação/Seop
Divulgação/Seop

Fiscais interrompem cinco eventos clandestinos no Rio por desrespeito às medidas anticovid

Fiscais flagram aproximadamente 300 pessoas em uma aglomeração no bairro de Botafogo

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2021 | 15h47

RIO – Agentes da Prefeitura do Rio de Janeiro interromperam ao menos cinco eventos clandestinos neste fim de semana, com aglomerações de centenas de pessoas, em meio a operações de fiscalização das medidas restritivas de combate à pandemia de covid-19.

O maior deles aconteceu num estabelecimento na Rua Álvaro Ramos, no bairro de Botafogo, na zona sul, na noite deste sábado, 1º. Identificado pelo setor de inteligência da Secretaria de Ordem Pública (Seop), os agentes flagraram aproximadamente 300 pessoas em uma aglomeração.

O estabelecimento foi interditado  pela Vigilância Sanitária e multado por consumo de bebida em pé, funcionamento fora do horário permitido e aglomeração. Todas as pessoas presentes foram dispersadas pela equipe de fiscalização.

Ainda na zona sul da cidade, em Ipanema, outro evento irregular com mais de 100 pessoas era realizado na Rua Paul Redfern. O estabelecimento também foi multado por aglomeração, e os frequentadores foram dispersados.

A Prefeitura ressalta que ainda está proibida na cidade a realização de eventos de qualquer natureza, entre eles festas e rodas de samba, sejam em áreas públicas ou particulares, bem como o funcionamento de boates, danceterias, salões de dança e casas de espetáculo.

Na noite de sexta-feira, 30, os agentes interromperam um evento clandestino de carros, na Praça do Posto 12, no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio, após uma denúncia. O evento reunia cerca de 150 veículos e 200 pessoas. Diversos carros foram multados por estacionamento irregular, e os agentes dispersaram todos os participantes.

Em outra denúncia, a fiscalização encontrou cerca de 150 pessoas aglomeradas em uma whiskeria na Rua Lucaia, na Taquara. O responsável pelo estabelecimento foi multado, e a casa foi interditada pela Vigilância Sanitária.

Na Estrada do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, o setor de inteligência detectou a organização de uma festa rave clandestina, que já tinha 80 participantes no início do evento. A estrutura montada tinha capacidade para 1.500 pessoas, além de contar com DJ e música ao vivo, informou a Seop. Os agentes encerraram a festa, multaram o responsável pela aglomeração e permaneceram no local até a desmobilização completa do evento.

Em oito dias de fiscalização do novo decreto da Prefeitura com medidas de combate à disseminação da covid-19, os fiscais registraram 9.656 autuações, com 560 multas aplicadas a bares, restaurantes e ambulantes e 102 estabelecimentos interditados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.