TJRJ
TJRJ

Fórum da Barra da Tijuca é fechado após ameaça de ataque a juiz

Tribunal na zona oeste do Rio de Janeiro teve atividades interrompidas durante meia hora na manhã desta sexta-feira

Marcio Dolzan e Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

09 de junho de 2017 | 14h11
Atualizado 09 de junho de 2017 | 19h51

RIO - O Fórum da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, foi fechado por cerca de meia hora no fim da manhã desta sexta-feira, 9. O fechamento ocorreu após a denúncia de que um homem estaria a caminho do local com o objetivo de atacar o diretor do fórum, juiz Mario Cunha Olinto. O alerta foi feito pela própria filha do autor do plano, depois que ele saiu de casa. O homem acabou detido e não chegou a ocorrer nenhum incidente dentro do Fórum.

Em nota, a assessoria do Tribunal de Justiça confirmou o fechamento por "suposta ameaça" contra um magistrado. "O Fórum da Barra da Tijuca está funcionando normalmente e atendendo à população. Mais cedo, e por cerca de meia hora, o Fórum foi fechado por medida de segurança em função de uma suposta ameaça contra um magistrado do Tribunal." Quem estava dentro do prédio foi impedido de sair, e a polícia fez buscas na região. 

Segundo o 31.º BPM (Recreio dos Bandeirantes), um homem "aparentemente alterado emocionalmente" foi contido por policiais após bater seu veículo em outros que estavam estacionados na Rua Rino Levi. Ele estaria seguindo em direção ao fórum, que fica a cerca de 5 km do local. O homem foi conduzido ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, onde foi internado sob custódia.

Segundo a polícia, o homem é um advogado condenado em 2009 a pagar R$ 6.000 à concessionária que administra a Linha Amarela por postar em redes sociais críticas infundadas à empresa. Ele ignorou a condenação e a dívida atualmente já ultrapassa R$ 3 milhões.

Nos últimos dias, o advogado teria tido seu nome incluído em um cadastro de devedores, causando a revolta. Nesta sexta, depois de ingerir querosene, o homem pegou um caminhão-baú de que é dono e, ainda dentro do condomínio onde mora, na Barra, supostamente a caminho do Fórum, bateu em sete carros. Foi contido por seguranças do próprio condomínio e depois detido. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.