Google Street View
Google Street View

Garçom é morto após ser atingido durante operação na zona norte do Rio

Moradores de São Cristóvão dizem que tiros que alvejaram Francisco Laelson Paulo partiram de policiais militares

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2019 | 17h29

RIO - Um homem morreu na manhã deste sábado, 9, após ser atingido por pelo menos um disparo na comunidade Barreira do Vasco, em São Cristóvão, na zona norte do Rio de Janeiro. Francisco Laelson Paulo, de 26 anos, era garçom e foi alvejado na cabeça quando voltava do trabalho. Moradores da região dizem que os tiros partiram de policiais militares.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Polícia Militar, agentes do Grupamento Tático de Polícia de Proximidade faziam um patrulhamento pela região quando foram informados sobre a presença de criminosos armados na comunidade Barreira do Vasco.

"Chegando ao local, os policiais foram alvo de disparos de arma de fogo e houve confronto. Durante a ação, um morador foi atingido e não resistiu aos ferimentos", diz nota da secretaria.

A Polícia Militar lamentou a morte do morador e disse que abriu uma investigação para apurar as circunstâncias da ação dos PMs "em relação ao protocolo determinado para ações desta natureza, que deve se basear em dados de inteligência e planejamento prévio".

Um Inquérito Policial Militar (IPM) será aberto. A Delegacia de Homicídios também investigará o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Novembro Azul: entenda a campanha de prevenção do câncer de próstata
  • DPVAT: o que é e como funciona o seguro obrigatório?
  • Yuval Harari: “Algoritmos entendem você melhor do que você mesmo se entende”

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.