Wilton Junior/Estadão - 17/03/2021
Wilton Junior/Estadão - 17/03/2021

Greve de ônibus afeta passageiros e dificulta deslocamento nesta terça no Rio

Rodoviários iniciaram paralisação nesta madrugada e serviço do BRT foi o mais afetado. TRT considerou ilegal o movimento da categoria

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

29 de março de 2022 | 10h24

RIO - Uma greve de rodoviários que começou no primeiro minuto desta terça-feira, 29, leva muitos transtornos ao Rio. O BRT, sistema de ônibus articulado, não tinha veículos rodando até o início da manhã, afetando milhares de pessoas que tentavam se deslocar a partir da zona oeste. Além disso, parte da frota tradicional também não estava rodando por diversos pontos da cidade.

A situação ficou um pouco melhor por volta das 9h, após o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) considerar a paralisação ilegal. Ainda assim, muitas pessoas se aglomeravam em calçadas e plataformas de embarque à espera de coletivos. E quem não pôde esperar e optou por carros de aplicativo, precisou encarar preços mais altos do que o habitual para o horário.

A paralisação também provoca registro de congestionamento em diversos pontos do Rio, em especial na zona oeste e em vias no sentido ao Centro da cidade.

Devido à greve parcial e à possibilidade de chuva na cidade, o Centro de Operações Rio colocou a capital em estágio de Mobilização, o segundo nível em uma escala que vai até cinco. Esse estágio significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade, podendo afetar a rotina de parte da população.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.