FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Grupo protesta na sede da Vale, no Rio, por tragédia em MG

Atores fizeram performance artística na qual simularam um rio de lama; empresa é controladora da Samarco

Vinícius Neder, O Estado de S. Paulo

16 Novembro 2015 | 18h03

RIO - Dezenas de manifestantes estão reunidos na tarde desta segunda-feira, 16, em frente à sede da mineradora Vale, no centro do Rio, em protesto contra a atitude da empresa diante do rompimento de barragens da mineradora Samarco, no último dia 5. 

A Vale é controladora da Samarco, com metade do capital, dividido com a anglo australiana BHP Billiton. 

A entrada do prédio sede da companhia foi fechada. Os manifestantes dirigem palavras de ordem contra a Vale e sua privatização, responsabilizando diretamente a companhia pelo acidente. O ato é embalado por tambores. 

Atores fizeram um performance artística na qual simularam um rio de lama. O protesto não chega a interromper o tráfego na Avenida Graça Aranha e não há registro de tumultos.

Mais conteúdo sobre:
ValeSamarco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.