Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Guarda municipal do Rio mata três pessoas em bar de Vigário Geral

Agente ainda feriu outra três pessoas e chegou a trocar tiros com policiais militares

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2021 | 10h03

RIO - Um guarda municipal matou três pessoas e feriu outras três após uma discussão em um bar na favela de Vigário Geral, na zona norte do Rio. O crime aconteceu na noite de segunda-feira, 12. O agente ainda trocou tiros com policiais militares que foram chamados para coibir a ação e também foi ferido.

Em nota, a Guarda Municipal do Rio confirmou que o suspeito é um agente da corporação e informou que já foi aberto processo disciplinar. "A corporação também vai colaborar com as investigações policiais", diz o texto.

A motivação do crime ainda está sendo investigada, mas segundo testemunhas ouvidas pela TV Globo, o guarda municipal - que não teve o nome revelado - conhecia as vítimas e teria se irritado após ser alvo de brincadeiras de alguns deles.

A Guarda Municipal do Rio não utiliza arma de fogo, mas o prefeito Eduardo Paes (PSD) já encaminhou projeto à Câmara Municipal para alterar a Lei Orgânica do município para permitir que um pequeno grupo da corporação possa portar o armamento. No Estado do Rio, apenas Mangaratiba já aprovou o uso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.