Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Homem morre ao se pendurar em passarela para tirar ‘selfie’ sobre estação de trem no Rio

Rapaz de 21 anos estava voltando de uma festa com um amigo quando resolveu tirar uma foto; testemunha acredita que ele tomou um choque elétrico ao encostar na grade da passarela

Vinicius Neder, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2019 | 14h00

RIO - Um homem morreu na manhã desta quinta-feira, 20, ao despencar da passarela da estação de trem Riachuelo e cair sobre os trilhos, na zona norte do Rio de Janeiro. Segundo relatos colhidos pela TV Globo, o homem, de 21 anos, caiu ao tentar fazer uma “selfie”, pendurando-se por fora da grade da passarela, que passa por cima dos trilhos, para ligar as plataformas de cada sentido da linha.

“Ele falou: ‘vamos tirar uma foto’, e resolveu tirar uma foto do outro lado da grade [da passarela]. E com isso ele levou um choque do fio no pé. As duas mãos dele se soltaram e ele acabou batendo com a cabeça no trilho”, disse ao “RJTV” um amigo da vítima, que, segundo a TV Globo, presenciou o incidente.

O rapaz disse ainda acreditar que houve um choque elétrico e não um escorregão. Imagens da TV Globo mostram que há fiação elétrica encostada na passarela. A rede de trens urbanos da região metropolitana do Rio é operada pela concessionária SuperVia. Em nota, a empresa, controlada pelo grupo japonês Mitsui, informou que “a passarela da estação estava devidamente equipada com guarda-corpo e que o respeito a essa delimitação de segurança é fundamental para a prevenção de acidentes”.

Segundo a SuperVia, a queda ocorreu por volta das 7 horas. O “RJTV” relatou que os amigos voltavam de uma festa, em Madureira, também na zona norte do Rio, quando resolveram parar para fazer as fotos. Nem a Polícia Militar nem a Polícia Civil confirmaram a identidade da vítima. O caso está sendo investigado pela 25ª Delegacia de Polícia (DP).

A SuperVia informou ainda que, por causa do incidente, das 7h02 às 10h45, trens paradores com destino à estação Central do Brasil não realizaram paradas nas estações Engenho Novo, Méier, Riachuelo e Sampaio, todas na zona norte. “Os passageiros puderam realizar transferência nas estações São Francisco Xavier e Olímpica de Engenho de Dentro. A todo momento, a situação foi informada por meio do sistema de áudio dos trens e das estações”, diz a nota da concessionária. 

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de Janeiro [cidade RJ]Supervia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.