Incêndio destrói galpão da Ceasa no Rio

Fogo teria começado em área que armazena cerca de 1 milhão de caixas de madeira

TALITA FIGUEIREDO,

08 Outubro 2007 | 17h15

Um incêndio destruiu nesta tarde uma área de 40 mil metros quadrados da Ceasa (Centrais de Abastecimento do Rio de Janeiro), em Irajá (zona norte do Rio), onde estavam armazenados irregularmente cerca de 1 milhão de caixotes. O fogo teria começado porque uma pessoa esquentava comida no local. O tempo seco e o vento forte fizeram o fogo se propagar rapidamente. Segundo a assessoria de imprensa da Ceasa, moradores, principalmente da favela Pára-Pedro, usam a madeira dos caixotes para vender. Por pouco o fogo não atingiu dois pavilhões, o do peixe e o das frutas. Cerca de 100 bombeiros de seis quartéis trabalharam para debelar o incêndio, que durou quase quatro horas. De acordo com a presidente da Ceasa, Isaura Fraga, o local deverá ser reurbanizado e ali será construído um centro de reciclagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.