Índio mexicano é preso por suspeita de abuso contra menor brasileira

Jovem de 17 anos relatou à polícia ataques sistemáticos do índio, que foi preso nas Laranjeiras e será levado ao presídio de Bangu

Mariana Durão, O Estado de S. Paulo

25 de julho de 2015 | 15h36

RIO – A Polícia Civil prendeu na manhã deste sábado, 25, no Rio, o índio mexicano Lorenzo Flores Hermanbez, de 56 anos, acusado de abusar sexualmente de uma menor brasileira. Ele foi preso no bairro das Laranjeiras, quando participava de um evento religioso. 

A operação foi realizada por policiais civis do Setor de Homicídios e da 105ª Delegacia de Polícia de Petrópolis, na Região Serrana, onde a suposta vítima, hoje com 17 anos, fez a denúncia, no mês passado. De acordo com Renato Rabelo, chefe do Setor de Homicídios da Polícia Civil em Petrópolis, a jovem relatou abusos sistemáticos feitos durante os anos em que Lorenzo mantinha um relacionamento amoroso com sua mãe. Eles moraram juntos no México e no Brasil, de 2006 a 2010.

Lorenzo não mora no Brasil, mas vem ao país com frequência participar de rituais da dança sagrada mexicana “Tolteka-Azteca”. A ação policial ocorreu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido na véspera pela 2ª Vara Criminal de Petrópolis, por estupro de vulnerável. 

O acusado foi levado para a delegacia de Petrópolis onde prestou depoimento acompanhado de uma tradutora. Segundo a polícia ele nega as acusações. A prisão será comunicada à Justiça e à Embaixada do México. Na segunda-feira Lorenzo será transferido para o presídio de Bangu, no Rio. 

Mais conteúdo sobre:
ViolênciaEstupro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.