REUTERS / Pilar Olivares
REUTERS / Pilar Olivares

Ingressos para Sapucaí ficam até 10 vezes mais caros com cambistas

Torcedores pechincham por descontos; primeira noite terá Estácio, União da Ilha, Beija-Flor, Grande Rio, Mocidade e Tijuca

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

07 de fevereiro de 2016 | 21h14

RIO - Quem deixou para a última hora a compra do ingresso para assistir aos desfiles das escolas do Grupo Especial no Rio de Janeiro está encontrando bilhetes a até dez vezes mais caros do que o preço vendido pela Liga das Escolas de Samba. Dejanane Ribeiro Oliveira, de 42 anos, que vai desfilar na Beija Flor, procurava ingresso para a filha Manuela Flor, de 7 anos, que recebeu o nome em homenagem à escola de Nilópolis. 

"Ela não viria. Os planos mudaram na última hora. Nossos amigos compraram ingressos a R$10 para o setor popular. Mas agora estão oferecendo a R$ 70 e R$ 80", reclamou. Ela tentava negociar para baixar o valor, sem sucesso. "No ano passado, pagamos R$ 20".

Um cambista explicou ao Estado que os ingressos mais caros são os de segunda-feira, em que a procura está maior. Está sendo vendido a R$ 100 o bilhete para o setor popular. 

Outro vendedor reclamou, no entanto. "Esse ano as pessoas estão pechinchando mais e comprando menos". 

A família de Joana D'Arc Minervino formou um grupo de 15 pessoas para assistir aos desfiles da Grande Rio. Dois estavam sem ingressos. "Queriam me cobrar R$ 80 por cada um. Eu falei que não era turista, não. Acabei pagando R$ 50 nos dois".

 

Tudo o que sabemos sobre:
CarnavalRio de JaneiroGrande Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.