Instituto Chico Mendes sugere grupamento para policiar trilhas

Órgão é responsável pela administração do Parque Nacional da Tijuca, onde cinco pessoas foram assaltadas no último domingo

Carina Bacelar e Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

04 Maio 2015 | 20h59

RIO - Em nota divulgada nesta segunda-feira, 4, o Instituto Chico Mendes, responsável pela administração do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, lamentou os assaltos sofridos por visitantes do parque no domingo e propôs que os órgãos responsáveis pela segurança pública criem "um grupamento especializado responsável pela segurança nas trilhas".

Os visitantes, cinco pessoas que estavam com bicicletas praticando mountain bike, foram atacados quando passavam pela trilha do Excelsior, no setor Floresta. Foram roubadas quatro bicicletas e pertences das vítimas. Os ladrões não haviam sido identificados até a noite desta segunda.

Segundo o Instituto Chico Mendes, "a gestão do território (do Parque Nacional da Tijuca) é realizada de maneira compartilhada entre os governos federal, estadual e municipal. Os vigilantes e monitores do parque são responsáveis pela conservação ambiental da área e controle de acesso de veículos. Para a segurança dos visitantes, de acordo com o acordo de gestão compartilhada, contamos com o apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal." 

Na última semana houve uma reunião entre o conselho gestor do parque, representantes de algumas unidades da Polícia Militar, usuários e operadores turísticos para discutir o reforço na segurança. "O Parque Nacional da Tijuca não está isolado do contexto de violência da cidade, tendo inúmeros acessos diretos a partir de áreas urbanizadas, e por isso a administração do parque considera importante que as instituições de segurança pública avancem no sentido de formar um grupamento especializado responsável pela segurança nas trilhas em ambientes naturais", conclui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.