André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Intervenção federal no Rio promete empenhar 90% do orçamento até sexta

Ação será encerrada em quatro dias e, segundo balanço feito na manhã desta quinta, 74% do orçamento de R$ 1,2 bilhão foi empenhado

Vinicius Neder , O Estado de S. Paulo

27 de dezembro de 2018 | 14h35

RIO - A quatro dias do fim da intervenção federal na área de segurança pública do Estado do Rio, o Gabinete de Intervenção Federal (GIF) empenhou para gastar R$ 890 milhões, ou 74% do orçamento total de R$ 1,2 bilhão, conforme balanço feito na manhã desta quinta-feira, 27. O GIF promete elevar o montante empenhado a 90% do orçamento até sexta-feira – nas regras do orçamento público, quando um valor é empenhado, o governo assume que terá crédito para fazer o pagamento pelos bens ou serviços.

Apesar da burocracia para gastar o orçamento federal disponível para a segurança pública do Rio, o interventor, o general Braga Netto, fez um balanço positivo dos dez meses de trabalho, durante cerimônia que marcou simbolicamente o fim da intervenção, na sede do Comando Militar do Leste (CML). Em discurso, Braga Netto classificou a intervenção como “inédita e extraordinária”.

“Após dez meses de trabalho, (a intervenção) atingiu todos os objetivos propostos, de maneira a recuperar a capacidade operativa dos órgãos de segurança pública e baixar os índices de criminalidade. Temos a convicção de que trilhamos um caminho difícil e incerto, mas cumprimos a missão”, afirmou o interventor.

A cerimônia de encerramento simbólico teve a presença do governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), do ministro da Justiça, Torquato Jardim, e o comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas.

O general Laelio Soares de Andrade, secretário de administração do GIF, garantiu, em entrevista ao “RJTV”, da TV Globo, que o montante empenhado chegará a 90% do orçamento porque grandes licitações estão chegando ao fim, para a compra de coletes a prova de balas para a Polícia Civil, “alguns veículos”, três helicópteros e pistolas “para todos os órgãos”. “Temos, no momento, quatro grandes processos sendo encerrados. Amanhã, a essa hora, esperamos estar com 90% já empenhados”, disse Andrade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.