FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Jacaré usado por traficante para ameaçar rivais é apreendido

Polícia cercou e invadiu a casa de Rodrigo da Silva Caetano, o Motoboy, na favela Nova Holanda, no Rio de Janeiro, e pegou o animal; criminoso conseguiu escapar

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2015 | 17h26

RIO - A polícia apreendeu nesta quinta-feira, 3, um jacaré que era mantido pelo traficante Rodrigo da Silva Caetano, conhecido como Motoboy, em um terreno ao lado de sua casa, na favela Nova Holanda, no complexo da Maré, na zona norte do Rio. A casa do traficante foi cercada e invadida pelos policiais, mas ele conseguiu fugir.

Segundo a polícia, o animal foi adotado pelo traficante para amedrontar rivais e mesmo subordinados e era mantido acorrentado. "Até as pessoas que trabalhavam com ele e cometiam algum tipo de erro eram amedrontadas pelo jacaré", contou o delegado da 21ª DP (Bonsucesso), Delmir Gouvea.

A operação da Polícia Civil foi promovida em conjunto por agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e de duas delegacias da zona norte (21ª e 27ª, que fica em Vicente de Carvalho).

Um adolescente de 16 anos foi morto durante suposto confronto com os policiais. O nome dele não havia sido divulgado até a tarde desta quinta-feira.

Um suspeito foi preso: Clayton Paulino, de 22 anos, é acusado de ser traficante e praticar sequestros.

Além do jacaré, foram apreendidas mil pedras de crack, grande quantidade de maconha, uma luneta, 50 munições 9mm, dez munições ponto 40 e oito carregadores de fuzil.

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.