Jovem é assassinado um dia depois do próprio irmão em Niterói

Carlos Eduardo Tavares Filho passava a pé no centro da cidade quando foi baleado; a polícia investiga se os dois crimes têm ligação

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

02 de julho de 2015 | 18h02

RIO - Um dia após seu irmão ser assassinado, nesta quinta-feira, 2, Carlos Eduardo Tavares Filho, de 27 anos, foi morto a tiros no centro de Niterói (Região Metropolitana do Rio). A Polícia Civil investiga se os dois crimes têm ligação.

Carlos Eduardo passava a pé pela esquina das ruas 15 de Novembro e Doutor Borman quando foi baleado. Ele morreu na hora. O atirador conseguiu fugir, mas a polícia busca imagens de câmeras que tenham flagrado o crime.

Na quarta-feira, João Vitor da Silva Tavares, de 15 anos, foi morto com pelo menos sete tiros enquanto caminhava com dois amigos pela rua Andrade Neves, no bairro São Domingos, também em Niterói. 

O atirador estava dentro de um veículo Citroën Xsara Picasso onde havia mais dois homens. Eles fugiram. Os investigadores suspeitam que João Vitor auxiliava criminosos no Morro do Estado, onde morava, e tenha sido morto por integrantes de uma quadrilha rival.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroviolênciaNiterói

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.