Estadão
Estadão

Juiz reage a assalto, persegue criminosos e provoca tiroteio no Rio

Magistrado usou carro blindado para seguir assaltantes, provocou acidente e conseguiu recuperar bens; um dos bandidos foi baleado pela polícia

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2018 | 19h23

RIO - Uma tentativa de assalto à casa de um juiz na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, terminou em tiroteio e pânico na Avenida das Américas, uma das principais vias daquele bairro, na tarde desta segunda-feira (19). 

Usando uniformes de uma operadora de TV a cabo, dois criminosos conseguiram entrar na casa da vítima, que, além de magistrado, é colecionador de armas. Seu nome não havia sido divulgado pela polícia até o fim da tarde desta segunda-feira. 

+++ Intervenção federal gera temor em moradores de favelas do Rio

Armada com um revólver e uma pistola, a dupla rendeu o juiz, seus familiares e funcionários que trabalham no imóvel. Todos foram amarrados, e os ladrões passaram a recolher produtos eletrônicos, joias e outros objetos de valor. Quando a dupla já estava saindo da casa, o juiz conseguiu se desvencilhar das cordas. Pegou seu carro, que é blindado, e começou a perseguir os assaltantes ao longo da Avenida das Américas.

+++ 'Não houve nenhuma explosão de violência no Rio durante carnaval', diz diretora do ISP

Na frente do condomínio Mandala, a cerca de 700 metros do Novo Leblon, o carro do juiz bateu no veículo dos assaltantes. Eles reagiram atirando e dois policiais civis que passavam pelo local reagiram, trocando tiros com a dupla.

+++ Governo admite que Reforma da Previdência sairá da pauta de votação

Um dos acusados foi baleado, preso e levado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, no mesmo bairro, onde está internado. O outro assaltante conseguiu fugir. A maioria dos bens retirados da casa do juiz foi recuperada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.