Justiça do Rio adia julgamento de PM acusado de chacina

Ministério Público contesta despacho que dividiu julgamento; Justiça ainda não confirmou nova data

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

08 Outubro 2007 | 11h49

A 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, adiou para dezembro o julgamento do soldado Fabiano Gonçalves Lopes, segundo o Tribunal de Justiça do Estado. Lopes é um dos cinco policiais militares acusados de participar da chacina na Baixada Fluminense, que deixou 29 mortos no dia 31 de março de 2005.   Segundo o TJ-RJ, o júri, que estava marcado para esta segunda-feira, 8, foi cancelado por conta de um recurso movido pelo Ministério Público do Estado, que contesta o despacho que dividiu o julgamento de Lopes, com o do cabo José Augusto Moreira Felipe, marcado para o próximo dia 10 de dezembro. A Justiça ainda não confirmou a nova data.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.