FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Justiça do Rio decreta apreensão de menor que confessou assalto

Adolescente de 15 anos admitiu à polícia ter participado da abordagem que resultou na morte do médico Jaime Gold

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

28 Maio 2015 | 17h46

RIO - O adolescente de 15 anos que nesta quarta-feira, 27, admitiu à Polícia Civil ter participado do assalto que resultou na morte do médico Jaime Gold, na ciclovia da Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio, teve busca e apreensão decretadas pela Justiça do Rio na madrugada desta quinta-feira, 28. Isso significa que o menor, acusado de ato infracional análogo a latrocínio (roubo seguido de morte), ficará apreendido.

Para a juíza Maria Izabel Pena Pieranti, responsável pela decisão, o apreendido "é adolescente que não se pauta de acordo com o ordenamento jurídico, não tendo tido o menor pejo em cometer tamanha atrocidade". "Ante tais firmes palavras que beiram à descrição de uma barbárie, não poderia o Poder Judiciário quedar-se inerte, impondo-se a adoção de adequada medida", ressaltou. 

A juíza destacou que "assaltos praticados com arma branca, nas últimas semanas, robusteceram ainda mais as estatísticas criminais, o que provoca justificada revolta nos cidadãos de bem e traz enorme insegurança social."

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.