FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Espuma branca aparece em trechos da Lagoa Rodrigo de Freitas

A espuma se distribui por vários trechos e se deve à presença de fitoplâncton - conjunto de organismos aquáticos microscópicos

O Estado de S. Paulo

14 Outubro 2016 | 20h29

Tradicional ponto turístico do Rio, a Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul, apresenta desde quinta-feira, 13, uma espuma branca que chama a atenção de quem passa por suas margens.

A espuma se distribui por vários trechos e se deve à presença de fitoplâncton - conjunto de organismos aquáticos microscópicos, segundo técnicos da Prefeitura. De quinta para sexta a quantidade de espuma aumentou, mas, segundo a Secretaria de Meio Ambiente, o oxigênio presente na água da lagoa está em concentração adequada.

A água também ficou avermelhada na Praia de Copacabana. O motivo foi a presença de algas, que não fazem mal à saúde, segundo a Prefeitura. 

Mais conteúdo sobre:
Lagoa Rodrigo de Freitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.