Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Maior roda-gigante da América Latina é inaugurada no Rio de Janeiro

RioStar foi inaugurada na manhã desta sexta-feira, 6; equipamento tem 88 metros de altura e ingressos custam entre R$ 49 a R$ 59

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2019 | 15h26

RIO DE JANEIRO - Maior roda-gigante da América Latina, a RioStar foi inaugurada na manhã desta sexta-feira, 6, no Rio de Janeiro. Apesar do tempo nublado e da chuva, a nova atração da Praça Mauá, no Centro, ficou lotada durante toda a manhã. Já foram vendidos 5 mil ingressos para o primeiro fim de semana de funcionamento.

A RioStar tem 88 metros de altura, o equivalente a um prédio de 25 andares. Oferece uma vista inédita da cidade: de um lado, a Baía de Guanabara, a Ponte Rio-Niterói e o Museu do Amanhã; do outro, o Centro, o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, a Cidade do Samba, o relógio da Central do Brasil, o Morro da Providência e o Maracanã. São cerca de 20 minutos de passeio.

A previsão dos responsáveis pelo empreendimento é atender cerca de mil pessoas por hora – dez mil por dia. São 54 cabines, cada uma com capacidade para seis pessoas. Nesta fase inicial de funcionamento, o ingresso custa R$ 49 na internet e R$ 59 na bilheteria. O bilhete é válido por sete dias e não há marcação de horário.

Por R$ 290, é possível reservar uma cabine exclusiva e até mesmo decorá-la para ocasiões especiais. Bebidas e comidas também são permitidas. Segundo os organizadores, já tem gente planejando fazer pedido de casamento nas alturas.

A atração será fechada quando os ventos ultrapassarem os 54 km/h. Os responsáveis pela RioStar garantem que a roda aguenta ventanias muito mais fortes, mas dizem que resolveram estabelecer esse limite para o conforto dos passageiros.

A roda-gigante está localizada na Praça Mauá, junto a outras grandes atrações turísticas da cidade, como o Museu do Amanhã, o Museu de Arte do Rio e o AquaRio. Espera-se receba mais de um milhão de visitantes no primeiro ano de funcionamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.