Mais um suspeito de ser miliciano é preso no Rio

Maciel Souza é acusado de ser um dos líderes da milícia conhecida como 'Liga da Justiça'

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

02 Novembro 2009 | 09h59

Maciel Valente de Souza, de 33 anos, foi preso em flagrante na sexta-feira, 30, em Mangaratiba, no Rio, acusado de ser o segundo homem na linha hierárquica da milícia conhecida como Liga da Justiça.

 

Segundo a Polícia Civil, ele foi detido durante a operação Têmis, desencadeada para desarticular a milícia que atua na Zona Oeste do Rio. Contra ele havia dois mandados de prisão, um por formação de quadrilha e outro por homicídio.

 

De acordo com o delegado Fábio Oliveira Barucke, titular da 35ª DP, o criminoso assumiu o controle daquela organização criminosa após a prisão de Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman, por policiais civis, em maio deste ano, no bairro de Paciência, zona oeste do Rio.

 

Ainda segundo o titular, Maciel foi reconhecido como participante de dois homicídios, praticados no ano passado e este ano, na Favela do Barbante, Campo Grande, zona oeste do Rio.

 

No momento da prisão, Maciel estava acompanhado do policial militar, José David Ramalho, outro integrante da Liga da Justiça. Com o PM foram aprendidas munições para fuzil calibre 762 e pistola 9mm. O policial foi encaminhado para o Batalhão Especial Prisional (BEP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.