Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Manifestantes fazem novo ato por Marielle no centro do Rio nesta 6ª

Protesto reuniu menor número de pessoas do que no dia anterior; mascarados picharam fachadas de bancos e estações de VLT

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

16 Março 2018 | 19h33

RIO - A morte da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Pedro Gomes motivou, na noite desta sexta-feira, 16, mais uma manifestação no centro da capital fluminense. Convocado pelas redes sociais, com os mesmos motes daquela realizada  na noite anterior (que o crime seja solucionado e que as bandeiras defendidas por Marielle permaneçam), o ato reuniu bem menos gente, mas também paralisou a região central da cidade.

+++ Manifestantes vão às ruas do País após morte de Marielle e Anderson

Às 17 horas, os ativistas começaram a se reunir em frente à sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), na Rua 1º de Março. Por volta das 18 horas, o grupo saiu em caminhada pela via em direção à Igreja da Candelária e dali para a Cinelândia, pela Avenida Rio Branco.

+++ Morte de Marielle faz Temer cancelar balanço de um mês de intervenção

Cerca de 15 pessoas mascaradas picharam fachadas de bancos e estações do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), mas até as 19h15 não havia registro de tumultos durante o ato.

+++ Homenagem na Câmara dos Deputados a vereadora morta vira ato contra intervenção e governo Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.