Marinha resgata 64 tripulantes de naufrágio no Rio

Veleiro estava cerca de 300 milhas distante do litoral e realizava trajeto de Recife para Montevidéu

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

19 de fevereiro de 2010 | 09h43

SÃO PAULO - Os 64 tripulantes do Navio Veleiro "Concórdia", pertencente à West Island College International, do Canadá, foram resgatados após um naufrágio ocorrido no fim da tarde desta quinta-feira, 18, no litoral do Rio de Janeiro.

 

Segundo um dos tripulantes, durante a travessia a embarcação enfrentou fortes ventos, tombou e naufragou. Quatro balsas foram usadas pelos tripulantes após o naufrágio. O navio realizava travessia de Recife para Montevidéu, no Uruguai, tendo partido em 8 de fevereiro com previsão de chegada no dia 23.

 

De acordo com o Centro de Comunicação da Marinha, por volta das 17 horas de ontem, o Comando do Primeiro Distrito Naval solicitou à Força Aérea Brasileira que uma aeronave investigasse a emissão de um sinal de emergência acionado pelo Navio Veleiro.

 

O navio estava distante cerca de 300 milhas do litoral do Rio de Janeiro. Por volta das 20 horas, uma aeronave localizou uma balsa salva-vidas com pessoas nas proximidades do local onde foi detectada aquela emissão.

 

Participaram da operação de resgate o Rebocador de Alto Mar Almirante Guillobel, a Fragata Liberal. A Força Aérea manteve uma aeronave Hercules, C-130, e um avião P95 nas buscas. Os Navios Mercante "Hokuetsu Delight", "Cristal Pionner" e "SE Stao Knutsen" também ajudaram nos resgates.

Mais conteúdo sobre:
RioNaufrágioVeleiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.