Médico embriagado agride casal e é detido

Segundo um dos funcionários do pronto-socorro, é comum Amauri trabalhar sob efeito de álcool

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

24 de outubro de 2009 | 06h43

Um médico plantonista, identificado apenas como Dr. Amauri, foi detido, por volta das 2h30 deste sábado, 24, após, segundo testemunhas, agredir duas pessoas dentro do pronto-socorro municipal do bairro de Riacho Grande, localizado na Rua Santa Maria, em São Bernardo do Campo, no Grande ABC.

 

Com claros sinais de embriaguez, o médico, foi levado por policiais militares ao 3º Distrito Policial da cidade. O médico, que agrediu um casal - sendo uma paciente e o namorado dela que a acompanhava -, chegou à delegacia com manchas de sangue das vítimas em sua roupa.

 

Segundo um dos funcionários do pronto-socorro, é comum Amauri trabalhar sob efeito de álcool, mas, nesta madrugada, ele ficou furioso ao ser incomodado, quando tirava um cochilo num local reservado, pela paciente Karen C.S.Alves, que esperava para ser atendida. Ao ver a namorada sendo agredida a socos, Tiago Aparecido Cravo tentou defender Karen e acabou trocando socos com o médico.

 

"Te pego lá fora, eu sei onde você mora". Essas foram as palavras do médico endereçadas ao namorado da paciente após o tumulto acabar dentro do pronto-socorro. Ainda, segundo um funcionário, numa outra ocasião, o médico também chegou a ofender uma paciente idosa que procurou o pronto-socorro após passar mal.

 

Amauri negou-se a realizar o teste de bafômetro e, depois de prestar depoimento, foi liberado e levado para casa. O casal agredido foi encaminhado ao pronto-socorro central da cidade. A polícia não quis passar mais detalhes sobre o incidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.