FABIO MOTTA/ESTADAO
FABIO MOTTA/ESTADAO

Megablocos do centro do Rio vão desfilar entre grades

Polícia Militar decidiu restringir o acesso dos foliões após tumultos e grande número de ocorrências em apresentação recente. Acesso ao local ocorrerá após revista

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2020 | 20h19

RIO - Depois do tumulto e do grande número de ocorrências policiais registradas durante a apresentação do Bloco da Favorita, em Copacabana (zona sul do Rio), no dia 12 de janeiro, a Polícia Militar decidiu restringir o acesso dos foliões às  áreas do centro do Rio de Janeiro por onde vão desfilar os megablocos, como  o Cordão da Bola Preta, o Bloco da Preta e o Monobloco.

O trecho pelo qual esses blocos vão passar será delimitado por grades, e haverá 23 pontos de bloqueio por onde os foliões poderão entrar, após serem revistados, segundo o esquema definido pela Secretaria de Estado de Polícia Militar.

Cerca de mil policiais militares vão trabalhar na região central, sob o comando do 5º Batalhão (Praça da Harmonia). “As equipes atuarão em 23 pontos de bloqueio de trânsito, com foco em vias importantes como a Avenida Presidente Antônio Carlos e a Rua  1º de Março, onde haverá barreiras físicas de policiais militares para revista e monitoramento dos foliões”, diz nota da PM. “Todos os acessos para a área de desfile dos blocos serão contemplados com a instalação de gradis, visando a melhor organização e distribuição dos desfilantes”.

Segundo a PM, em pontos estratégicos serão instaladas seis torres de observação, para facilitar o trabalho dos policiais, que seguirão em equipes a pé e em viaturas. O esquema será usado a partir de 9 de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.