FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Menino de 11 anos morre durante tiroteio em UPP no Rio

Moradores fecharam o trânsito na Linha Vermelha, uma das principais vias; faixa reversível da Avenida Brasil foi interditada

Juliana Dal Piva, O Estado de S. Paulo

23 Setembro 2015 | 19h49

RIO - Um menino de 11 anos morreu nesta quarta-feira, 23, após ser atingido durante um tiroteio entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Caju e traficantes da comunidade Parque Alegria, na zona norte do Rio. Em seguida, moradores fecharam o trânsito na Linha Vermelha, uma das principais vias da cidade. A faixa reversível da Avenida Brasil foi interditada, na altura de Benfica. 

Por meio de nota, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as circunstâncias da morte da criança. A Polícia Civil investiga o caso e policiais da UPP Caju que patrulhavam o local onde o menor foi baleado serão afastados do serviço nas ruas.

Há cerca de duas semanas, o jovem Christian Soares Andrade, de 13 anos, morreu após ser atingido por tiros durante uma operação policial em Manguinhos, também na zona norte. Agentes da Coordenadoria de Operações Especiais (Core) da Polícia Civil e da Divisão de Homicídios, com apoio de Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) buscavam suspeitos de assassinar o policial militar Clayton Alves Fagner Dias. Em abril, durante um tiroteio no Complexo do Alemão, morreu o menino Eduardo de Jesus Ferreira, 10 anos. 

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro UPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.