Metrô do Rio fecha por mais de duas horas por causa de tiroteio em Vicente de Carvalho

Segundo a PM, traficantes de drogas de facções rivais voltaram a trocar tiros na zona de mata no Morro do Juramento

Vinícius Neder , O Estado de S. Paulo

18 Janeiro 2015 | 17h15

 RIO - O Metrô Rio fechou uma estação na Zona Norte por duas horas e meia neste domingo por causa de um tiroteio. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), traficantes de drogas de facções rivais voltaram a trocar tiros na zona de mata no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho.

O Metrô Rio informou que fechou a estação Tomás Coelho às 13h16. Os trens da Linha 2 paravam na estação, mas os passageiros eram orientados a saltar em outra estação ou a esperar na plataforma, embora ninguém fosse impedido de sair por sua conta e risco. Já o embarque de novos passageiros não foi permitido até 15h49, quando a situação ficou mais calma e a estação foi reaberta.

Segundo a PM, policiais do 41º batalhão (Irajá) estão vasculhando a área de mata do Morro do Juramento atrás dos traficantes. Ainda não há relatos de presos ou feridos. O confronto entre traficantes na favela dura alguns dias. Na sexta-feira à noite, moradores de Vicente de Carvalho gravaram em vídeo os sons de um intenso tiroteio, conforme o RJTV, da TV Globo. (Vinicius Neder)



Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.