Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube

Militares do Exército são flagrados espancando rapaz e Comando abre sindicância

Responsável pelos militares no Rio, o Comando Militar do Leste (CML) considerou autêntico o vídeo e informou que vai investigar o caso

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

30 Junho 2018 | 20h24

RIO - Um vídeo que circulou pelas redes sociais neste sábado, 30, mostra pelo menos quatro militares do Exército agredindo um homem na frente de um estabelecimento comercial. O fato teria ocorrido na última quinta-feira, 28, na Cidade de Deus, favela da zona oeste do Rio.

Quando um dos militares percebe que a agressão está sendo gravada, afirma ao autor da gravação que a vítima desacatou e agrediu um soldado. Após levar chutes e ser imobilizado por meio de uma “gravata” (golpe em que a vítima é imobilizada pelo pescoço), o rapaz foi levado pelos militares. No vídeo, a agressão se estende por pouco mais de 2 minutos.

A reportagem não conseguiu identificar a vítima nem eventual registro referente ao caso nas delegacias do Rio de Janeiro.

+++ Motorista atropela e mata mãe e dois filhos na zona sul de São Paulo

+++ Polícia resgata mais de cem cães de canil clandestino em São Paulo


O Comando Militar do Leste (CML), responsável pelos militares no Rio de Janeiro, afirmou por meio de sua assessoria de comunicação que analisou o vídeo, considerou-o autêntico e vai investigar o caso. “Foi determinada a abertura de uma sindicância para aprofundar e esclarecer as circunstâncias e a dinâmica do ocorrido”, afirmou o CML.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.