Moradora do Complexo do Alemão morre em tiroteio entre traficantes e policiais

Elaine Cristina, de 35 anos, foi atingida por uma bala perdida na noite de sábado, 8

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2016 | 18h27

RIO - Elaine Cristina, de 35 anos, moradora do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, morreu após ser atingida por bala perdida, durante tiroteio entre traficantes e policiais, na noite do último sábado, 8. Essa foi a terceira morte por violência registrada neste fim de semana. Na manhã de sábado, a estudante Ana Beatriz Frade, de 17 anos, foi ferida na cabeça no momento em que o seu padrasto tentava fugir de um bloqueio de carros promovido por assaltantes no bairro de Del Castilho, na zona norte. À noite, um tiroteio entre policiais e criminosos na Avenida Brasil deixou um morto e três feridos, dois deles por bala perdida.

 

No Complexo do Alemão, a troca de tiros começou no início da noite de sábado, quando policiais tentavam impedir a montagem de equipamentos de som que seriam usados em um baile funk. Eles trabalhavam no local para coibir a venda de drogas e, por volta das 21h, “foram alvos de ataque por marginais”, como informou a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, em comunicado oficial. Um policial levou um tiro de raspão, foi socorrido no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, na zona norte, e recebeu alta médica em seguida.

 

O tiroteio ficou ainda mais intenso por volta das 22h, quando “várias equipes policiais passar a sofrer ataques simultâneos e a revidar os tiros disparados por bandidos”, segundo a coordenadoria, que não informou em quais condições Elaine foi atingida. Ela chegou a dar entrada no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, na zona norte, mas não resistiu aos ferimentos.

Mais conteúdo sobre:
Avenida Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.