FABIO MOTTA / ESTADÃO
FABIO MOTTA / ESTADÃO

Moradores de áreas de risco do Rio vão receber alertas por TV a cabo a partir de janeiro

Prefeitura também prepara sistema de alerta por meio de mensagem de celular para o início de 2021. Secretário não considera o acesso à TV a cabo um obstáculo nas comunidades

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

12 de dezembro de 2019 | 20h29

RIO - A partir de janeiro, o carioca vai passar a contar com um sistema de alerta de chuvas fortes via TV a cabo, enquanto a prefeitura prepara uma sistema mais eficiente por meio do celular, informou ao Broadcast/Estadão o secretário da Ordem Pública, Gutemberg Fonseca. Segundo ele, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já deu sinal verde para a operação, que começa em 1o de janeiro.

O serviço será completado por mensagens de SMS em celulares cadastrados, enquanto a prefeitura tenta importar um sistema que vai permitir os alertas pelo celular sem necessidade de cadastro, muito mais eficiente. Todo o custo, segundo Gutemberg, será das operadoras.

"Foram 17 mortos este ano por causa das chuvas. A Anatel abraçou a causa e junto com as operadoras vamos iniciar logo no primeiro dia do ano", informou Fonseca, que não considera a TV a cabo um obstáculo nas comunidades. "O que mais tem nas comunidades é TV a cabo", afirma, referindo-se às conhecidas ligações clandestinas.

O novo alerta alcançará toda a cidade, mas terá foco nas áreas de risco. Com implantação iniciada em setembro no território nacional, o projeto é coordenado pela Anatel em conjunto com as operadoras de TV e os órgãos vinculados à Defesa Civil

Já o sistema que alcança todos os celulares, mesmo os não cadastrados e comum nas cidades norte-americanas, deverá ser realidade na cidade no início de 2021, já que depende de material importado, explica o secretário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.