Moradores do Alemão fazem fila por trabalhos do PAC

No segundo dia do cadastramento, a Força Nacional de Segurança acompanhou de perto as inscrições

estadao.com.br

15 de fevereiro de 2008 | 14h52

Mais de 2 mil moradores do Complexo do Alemão já compareceram, nesta sexta-feira, 15, no segundo dia de cadastramento para trabalhadores nas obras do PAC na favela. O cadastro será enviado para as empresas vencedoras da licitação, que devem abrir cerca de 1.800 vagas. A estimativa é que as faixas salariais para os cargos variem de R$ 600 a R$ 900.  O governador Sérgio Cabral, do Rio, confirmou na quinta-feira, 15, que a polícia partirá para o confronto contra traficantes e ocupará Complexo do Alemão, na zona norte, para o início das obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) no conjunto de favelas, marcado para o dia 27.  "Por que uma obra em Copacabana, no Méier ou em Campo Grande não tem problema" Por que há um poder paralelo que domina esta comunidade" Nós vamos enfrentá-los", afirmou o governador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.