Mortes pelas chuvas na Região Serrana do Rio sobem para 633

Maior número de vítimas é contabilizado na cidade de Nova Friburgo, com 287 mortes

estadão.com.br,

17 de janeiro de 2011 | 00h45

SÃO PAULO - O número de mortes em consequência das chuvas e deslizamentos na região serrana do Estado do Rio de Janeiro subiu para 633 pessoas, segundo boletim divulgado na noite deste domingo pela Defesa Civil e Secretaria Estadual da Saúde. O município de Nova Friburgo contabiliza o maior número de mortes, com 287 pessoas, seguido de Teresópolis (267), Petrópolis (56), Sumidouro (19) e São José do Vale do Rio Preto (4).

Veja também:

linkFalta de coordenação afeta ajuda às vítimas da chuva

linkOPINIÃO: Irresponsabilidade em cadeia

linkEm 2,5 meses, choveu em Nova Friburgo o esperado para um ano

linkVeja como fazer doações para moradores do Rio

 

De acordo com a Defesa Civil, o município de Petrópolis registra 3.600 desalojados e 2.000 desabrigados. Em Nova Friburgo, os desalojados somam 3.220 e os desabrigados, 1.970 pessoas. Já em Teresópolis, são 960 pessoas desalojadas e 1.280 desabrigadas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.