Morto após reagir a assalto, sargento é o 108º PM assassinado no Rio

Sargento Jorge da Silva Brandão estava num carro na Baixada Fluminense quando levou os disparos; carona também não resistiu

Elisa Clavery, O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2017 | 12h29

Um policial militar foi morto na noite desta quinta-feira, 12, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, ao reagir a uma tentativa de assalto. O agente é o 108º policial morto por violência no Rio de Janeiro só neste ano. 

O sargento Jorge da Silva Brandão, de 42 anos e lotado na UPP Mangueira, estava em um veículo na Estrada São João Caxias, próximo ao Shopping Grande Rio, quando reagiu a um assalto, informou a Polícia Militar. Ele e um homem que estava no banco do carona foram atingidos por disparos.

O carona morreu ainda no local e o policial foi levado para o Pronto Atendimento Médico (PAM) de São João do Meriti, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a PM, a Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF) está com a ocorrência. 

A UPP informou que o sargento estava há 19 anos na corporação, era casado e deixou cinco filhos. Seu sepultamento será neste domingo, às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade, na Zona Oeste do Rio. 

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que a DHBF instaurou inquérito para apurar as mortes. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.