AFP
AFP

Motorista de Uber é assassinado na zona norte do Rio

Carlos Henrique Gonçalves foi abordado na Tijuca por homens armados quando se aproximava do local combinado com os passageiros

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

06 Fevereiro 2017 | 11h40

RIO - O motorista de Uber Carlos Henrique Gonçalves, de 25 anos, foi assassinado na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro, na noite deste domingo, 5. Ele estava indo buscar um casal de passageiros na Rua Ibituruna e foi abordado por homens armados quando se aproximava do local combinado.

Os passageiros contaram que Gonçalves saiu do veículo com o intuito de se render, mas os homens atiraram ainda assim. Eles fugiram sem levar o automóvel.

Atingido no peito, o motorista ainda andou até chegar ao Hospital Albert Sabin, que fica bem próximo ao local do crime, mas morreu pouco depois. O casal prestou depoimento na 18ª Delegacia Policial (Praça da Bandeira) e relatou que os bandidos levaram só o celular de Gonçalves. O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Homicídios.

Outros casos. No último dia 20, Thiago Souza, de 29 anos, agente do Departamento Geral de Ações Sócio-educativas (Degase) que trabalhava também como motorista de Uber, foi morto a tiros no centro do Rio.

Em outubro, outro motorista, Ovídio Francisco da Silva Filho, de 55, foi assassinado em uma tentativa de assalto em Del Castilho, na zona norte, perto do Shopping Nova América. Neste caso, ele estava com dois passageiros no carro, uma mulher, ferida por estilhaços, e uma criança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.