MP pede vistoria da malha operada pela Supervia

Ministério Público solicitou informações sobre o processo de apuração de responsabilidades no choque

TALITA FIGUEIREDO, Agencia Estado

13 Setembro 2007 | 18h42

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro solicitou à Agência Reguladora de Transportes do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) que faça urgentemente uma vistoria na malha ferroviária operada pela Supervia, concessionária responsável pelos trens no Estado.   O ofício enviado nesta quinta-feira, 13, é fruto de uma investigação do órgão, iniciada depois de o Sindicato dos Engenheiros do Rio encaminhar representação em que relata suposta falta de manutenção no sistema ferroviário, que estaria colocando em risco os usuários. O Ministério Público solicitou ainda informações sobre o processo de apuração de responsabilidades no choque entre dois trens do último dia 30, que deixou oito mortos e 101 feridos. Relatório da Supervia divulgado segunda-feira responsabilizou um maquinista e um controlador de Centro de Controle de Operações pelo acidente. Ambos foram demitidos.   O delegado que apura o caso, Fábio Pacífico, afirmou que poderá indiciar os dois funcionários da Supervia, mas quer saber se a empresa também tem responsabilidade no acidente. Ele aguarda ainda o laudo da perícia técnica da Polícia Civil para finalizar o inquérito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.