MP vai investigar contrato de consórcio responsável por ciclovia

Inquérito vai apurar circunstâncias da contratação da Concremat e condições técnicas eventualmente irregulares no contrato

O Estado de S. Paulo

26 Abril 2016 | 16h18

RIO - O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou inquérito civil, nesta terça-feira, 26, para apurar eventuais atos de improbidade administrativa provenientes da contratação, pela Fundação Geo-Rio, do grupo de empresas Concremat, responsável pela construção da ciclovia Tim Maia. 

Um trecho da via, construído ao lado da Avenida Niemeyer, sobre o mar, desabou, na última quinta-feira, 21, e deixou duas pessoas mortas. O procedimento investigatório, aberto pela 8ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania, vai apurar as circunstâncias da contratação e as condições técnicas eventualmente irregulares ou inadequadas no contrato. 

Segundo a assessoria de imprensa do MP, a Promotoria de Defesa da Cidadania esclareceu que as responsabilidades civil e criminal não serão apuradas pelo órgão, “e sim pelas Promotorias de Justiça com atribuição específica.”

 

Mais conteúdo sobre:
Concremat Tim Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.