Robson Fernandjes/Estadão
Robson Fernandjes/Estadão

Mulher morre e dois PMs ficam feridos em tiroteios no Alemão

À tarde, Vanessa Aparecida Abicassis foi baleada em localidade conhecida como Areal; à noite, dois policiais foram atingidos

O Estado de S. Paulo

20 Março 2015 | 12h04

RIO - Nesta quinta-feira, dois tiroteios no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, deixaram uma mulher morte e dois policiais militares feridos. À tarde, Vanessa Aparecida Abicassis, de 38 anos, foi baleada em uma localidade conhecida como Areal. Ela chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Complexo do Alemão, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CIPP), policiais na base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) ouviram tiros por volta das 14h. Depois disso, foram procurados por moradores, relatando que uma mulher havia sido baleada. 

Os PMs foram ao local e encontraram Vanessa já sendo socorrida. A vítima foi colocada em um dos carros da UPP, que a transportou para a UPA, segundo a Coordenadoria. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Dois policias feridos. À noite, um tiroteio deixou feridos dois policiais no Alemão. Eles foram atendidos no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, zona norte. Um deles já foi liberado.

O tiroteio ocorreu na localidade conhecida como Canitar. Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram ao local prestar apoio aos policiais da UPP da Fazendinha e um blindado foi utilizado na ação.

A ocorrência foi registrada na 45ª Delegacia de Polícia (Complexo do Alemão). Não há informação sobre presos. 

Segundo relatos de moradores nas redes sociais, durante os tiroteios desta quinta-feira, transformadores foram atingidos, deixando parte dos Morros do Alemão e da Grota sem luz.

Segundo um internauta, vários moradores voltavam do trabalho por volta de 21h40 e tiveram que esperar na entrada das comunidades que os tiros cessassem para poderem retornar às suas casas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.