WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Multidão se reúne em Copacabana para o 'Encontro do Samba'

Evento foi anunciado como "a maior bateria do mundo", por juntar cerca de mil ritmistas das 13 escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval carioca

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

06 Janeiro 2018 | 20h34

RIO - Uma multidão foi à praia de Copacabana no início da noite deste sábado, 6, para acompanhar  o Encontro do Samba, evento que reuniu ritmistas das 13 escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval carioca, artistas e a Orquestra Petrobrás Sinfônica. O evento foi anunciado como “a maior bateria do mundo”, já que cerca de mil ritmistas atuaram na apresentação.

As 13 escolas foram divididas em dois grupos e saíram de pontos distintos de Copacabana, até se encontrarem no palco montado em frente ao Copacabana Palace, mesmo local onde foi feita a festa de réveillon. Sambas enredos que fizeram sucesso ao longo das últimas décadas foram entoados, e clássicos da MPB foram executados pela Orquestra Sinfônica Petrobrás, que contou com 59 músicos e regência do maestro Isaac Karabtchevsky.

Alcione, Martinho da Vila, Diogo Nogueira e Iza também subiram ao palco, para unir o samba ao erudito. Casais de mestre-sala e porta-bandeira e seis passistas de cada escola também se apresentaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.