No Facebook, PM chama fuzil de 'neném' e afirma que vai colocar bandido para 'dormir'

Em nota, Polícia Militar informa que 'vídeo foi enviado à Corregedoria para tomar as devidas providências'; policiais foram ouvidos e receberão 'orientações educativas'

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

06 de abril de 2015 | 19h01

RIO - Um policial militar do 22º Batalhão, que atua no Complexo da Maré, conjunto de favelas da zona norte do Rio, postou no último sábado, 4, na rede social Facebook, um vídeo de 33 segundos em que, dentro de uma viatura da PM, anuncia estar a caminho de uma operação e diz que vai fazer "bandido mimi (dormir)" com seu "neném", como se refere ao fuzil que usa em serviço.

Nas imagens, o PM fala para o colega que dirige a viatura, tratado como Silva, que "a bala vai comer". "Será que a bala vai comer agora, Silva?  Tamu (sic) chegando, filho da p., olha meu bebezinho aqui ó (apontando para o fuzil). Neném vai cantar, né, neném? Neném vai cantar agora, cantar para bandido mimi (dormir)", afirma o policial. O motorista da viatura não se manifesta, mas pelo rádio do carro alguém conversa com o policial. Não foi divulgada a data em que o vídeo foi gravado.

Em nota, a Polícia Militar afirma que "o vídeo foi enviado à Corregedoria para tomar as devidas providências". Os policiais envolvidos "foram identificados e ouvidos pela 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, que instaurou uma averiguação para apurar o caso". Eles "receberão, antes de tudo, novamente, orientações educativas quanto à postura esperada deles enquanto servidores públicos", segundo a PM.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroComplexo do Alemão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.