PAULO ARAÚJO / ESTADÃO
PAULO ARAÚJO / ESTADÃO

No Rio, blocos somam presença de quase 1 milhão de foliões

A folia foi debaixo de chuva neste sábado, mas isso não atrapalhou a brincadeira; o bloco mais lotado foi o tradicional Cordão do Bola Preta

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2020 | 19h15

RIO - O segundo dia de carnaval nos blocos da cidade do Rio de Janeiro, neste sábado, 22, está sendo debaixo de chuva. Ainda assim, os foliões seguem tomando as ruas em festa. Há quem brinque segurando o guarda-chuva, outros optam por uma capa. Mas a maioria percorrer a cidade despreocupada com a chuva. 

Pelas contas da Empresa de Turismo do Municípios do Rio de Janeiro (Riotur), até o fim da tarde de deste sábado, a estima-se a presença nos principais blocos da cidade de quase 1 milhão de pessoas. Como acontece todo ano, o tradicional Cordão do Bola Preta, pela manhã, foi o mais lotado, com cerca de 630 mil pessoas, mas bem abaixo dos 2 milhões estimados pelos organizadores. 

O Carrossel de Emoções reuniu 115 mil pessoas na Barra da Tijuca, na zona oeste do município, para cantar e dançar o funk carioca em ritmo de carnaval. No Escangalha, estiveram 50 mil pessoas; e no Amigos da Onça, 19 mil, que acordaram bem cedo para seguir o cortejo a partir das 7h, no Aterro do Flamengo, zona sul da cidade.

Na boêmio de Santa Teresa, no centro, 7 mil seguiram o Céu na Terra, conhecido, principalmente, pelo colorido das fantasias dos foliões que brincam seguindo o bondinho, uma marca do bairro. 

Na lista dos principais blocos deste sábado, a Riotur contabilizou também a presença de 4 mil pessoas no Multibloco; 300 no Blocão da Barra; e 200 na Orquestra para Crianças. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.