Onze são intoxicados após comer baiacu na Baixada Fluminense

Família ganhou os peixes de uma vizinha; baiacu pode liberar substâncias tóxicas que atacam o sistema nervoso e podem matar

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2014 | 16h32

RIO - Onze pessoas, entre elas quatro crianças de 3, 4 e 5 anos, sofreram intoxicação após comer peixe da espécie baiacu durante o almoço desta quarta-feira, 22, em casa, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Todas estão internadas. Uma criança de quatro anos e um homem de 41 anos estão em estado grave.

Segundo a Secretaria de Saúde de Duque de Caxias, familiares das vítimas contaram que a família ganhou da vizinha peixes que haviam sido pescados durante o fim de semana. 

Os peixes foram preparados e servidos nesta quarta. Entre eles havia um baiacu, peixe venenoso que não deve ser consumido por inteiro - apenas determinadas partes não oferecem risco de intoxicação pela tetrodotoxina, substância que ataca o sistema nervoso humano e pode matar.

As vítimas estão internadas em três hospitais de Caxias. Segundo a Secretaria de Saúde, não há previsão de alta de nenhum dos pacientes.

Mais conteúdo sobre:
baiacu Duque de Caxias Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.