Operação em Duque de Caxias deixa dois mortos e um ferido

Uma das vítimas é Guilherme José Sanches, o Bebezão, apontado como chefe do tráfico; ônibus foi incendiado em represália à morte

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

11 de novembro de 2014 | 13h36

RIO - Uma operação da Polícia Militar para coibir o tráfico de drogas na Favela do Lixão, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, deixou dois mortos e um ferido na manhã desta terça-feira, 11. Entre os mortos está Guilherme José Sanches, de 38 anos, o Bebezão, que era apontado como o chefe do tráfico na região.

Após o confronto, policiais apreenderam um fuzil, duas pistolas, celulares, rádios transmissores e 500 sacolés de cocaína. Em represália à morte de Bebezão, 30 pessoas atearam fogo a um ônibus que estava no local. O policiamento foi reforçado na favela e no acesso à Linha Vermelha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.