Operação na Cidade de Deus termina com dois mortos e dois detidos

Homens foram baleados em suposto confronto com a polícia; foram apreendidas duas pistolas, cocaína e maconha

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

25 de fevereiro de 2015 | 09h05

Atualizada às 15h34

RIO - Dois suspeitos morreram e duas pessoas foram presas nesta quarta-feira, 25, durante uma operação da Polícia Civil na Cidade de Deus, comunidade da zona oeste do Rio, para cumprir mandados de prisão expedidos pela Justiça contra envolvidos no tráfico de drogas na comunidade. Baleados em suposto confronto com policiais, os dois homens chegaram a ser levados para hospitais da região, mas não resistiram. Foram apreendidas duas pistolas, cocaína e maconha. 

A ação, coordenada pela 32ª Delegacia de Polícia (DP), na Taquara, foi baseada em inquéritos instaurados na delegacia e na 41ª DP, localizada no bairro do Tanque. A operação teve apoio de outras delegacias da capital fluminense, de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) da Polícia Civil e de policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus. Blindados e um helicóptero davam apoio à operação, que envolveu 120 policiais. 

No último sábado, a major Alessandra Carvalhaes foi afastada do comando da Unidade de Polícia Pacificadora da Cidade de Deus. O cargo será assumido pelo major Felipe Romeu. A troca de comando ocorreu após a morte de dois policiais da unidade em menos de um mês.

Na madrugada de 29 de janeiro, o soldado Bruno Guimarães Miguez, de 30 anos, foi baleado na cabeça por traficantes quando fazia o patrulhamento da localidade conhecida como Apartamentos. No dia 18 de fevereiro, o cabo Rogério Pereira da Silva também morreu com um tiro na cabeça durante um ataque de bandidos.

PM morto. Ainda nesta quarta-feira, o policial militar Sérgio Ricardo da Silva Ferreira, lotado na UPP Fallet/Fogueteiro, em Santa Teresa, morreu depois de ser atropelado na Linha Vermelha, importante via da Região Metropolitana do Rio. Ele teria sido vítima de um assalto e teria tentado atravessar as pistas da Linha Vermelha por volta de 20h30, mas foi atingido por veículos. 

O policial chegou a ser levado para o Hospital Municipal Moacyr do Carmo, em Duque de Caxias, mas não resistiu aos ferimentos. Não há informações sobre um suposto conflito entre o PM e os criminosos que tentaram assaltá-lo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.