Operação policial deixa sete suspeitos mortos em favela do Rio

Sete suspeitos de ligação com tráfico de drogas foram mortos durante confronto com a polícia nesta segunda-feira, em uma favela no bairro de Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro, informou a Polícia Civil. A troca de tiros aconteceu após a chegada de cerca de 100 policiais para uma operação de combate ao tráfico de drogas na favela do Fumacê. Um porta-voz da polícia disse que os homens foram recebidos a tiros. A ação foi comandada pela Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (DRAE), da Polícia Civil. Dois suspeitos foram presos. "Grande quantidade de drogas e pistolas foi apreendida", disse por telefone um policial de plantão. As sete vítimas já chegaram mortas ao hospital Albert Schweitzer, todas com perfurações à bala, informou a Secretaria Estadual de Saúde. "Graças a Deus não houve policiais mortos ou feridos", acrescentou o policial. A operação no Fumacê foi a mais violenta em favelas da cidade desde a morte de 19 pessoas em uma megaoperação no Complexo do Alemão, em junho, quando grupos de direitos humanos acusaram a polícia de massacre. De acordo com dados policiais, 687 suspeitos foram mortos pela polícia nos primeiros sete meses deste ano, 20 por cento a mais do que em 2006.

REUTERS

03 Setembro 2007 | 14h53

Mais conteúdo sobre:
RIO SETE MORTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.