Google Street View
Google Street View

Comando Conjunto faz operações em comunidades das zonas norte e sul do Rio

Cerca de 4 mil homens das Forças Armadas e das polícias Civil e Militar participam das ações; estrada Grajaú-Jacarepaguá chegou a ser interditada por algumas horas

Jéssica Otoboni, O Estado de S.Paulo

11 Julho 2018 | 07h10
Atualizado 11 Julho 2018 | 09h37

SÃO PAULO - O Comando Conjunto realiza na manhã desta quarta-feira, 11, uma operação em comunidades das zonas norte e sul do Rio de Janeiro.

+ Soldado da PM morre em tiroteio na Avenida Brasil

+ MP reabre investigações de chacinas ocorridas nos anos 90 em favela do Rio

Cerca de 4 mil homens das Forças Armadas e das polícias Civil e Militar participam das operações. Segundo nota divulgada pelo Comando Conjunto, que reúne o Exército, a Marinha e a Aeronáutica, os militares estão nas comunidades do Complexo do Lins, na zona norte, e nas comunidades do Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul.

+ PM é ferido durante operação em comunidade na zona norte do Rio

+ Operação da PM impacta VLT no centro do Rio

As ações provocaram interdições na estrada Grajaú-Jacarepaguá na região de Lins, mas por volta das 9h a via já estava liberada.

Ainda de acordo com o Comando Conjunto, a operação é uma das medidas implementadas pela intervenção federal na segurança do Rio, iniciada em fevereiro, e envolve ações de cerco, patrulhamento, remoção de barricadas, revistas de pessoas e de veículos, e checagem de antecedentes criminais. Mandados judiciais estão sendo cumpridos pela Polícia Civil.

Participam dos trabalhos 3,7 mil militares das Forças Armadas, 200 policiais militares e 90 policiais civis, que contam com o auxílio de veículos blindados, aeronaves e equipamentos de engenharia. / com Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.